Quanto cobrar por uma decoração de festa infantil?

Se você é uma empreendedora iniciante e está com dúvida sobre quanto cobrar pelos seus serviços, quero te dar parabéns por dois motivos: (1) você está buscando informação para desenvolver o seu negócio e (2) você chegou ao lugar certo, pois aqui falamos sobre empreendedorismo no mercado de festas e eventos.

O preço do seu serviço é extremamente importante e deve ser definido com base nos seus custos, na qualidade do trabalho e nos seu plano de negócio. Muitas coisas envolvem a definição de preço de qualquer produto ou serviço e, por isso, entender como definir valores de forma inteligente é tão importante.

1 – Cálculo de precificação

Obter lucro é uma premissa básica para a sobrevivência da sua empresa de decoração. isso parece óbvio, não é mesmo? Mas saiba que muitas microempresas vão à falência por falharem exatamente nisso.

Muitos empreendedores não olham para seus custos, apenas para o dinheiro que recebem dos clientes. A falta de organização financeira provoca uma cegueira que pode ser trágica para sua empresa.

Por isso, esse é um dos primeiros exercícios a se fazer, vamos lá? Comece identificando alguns pontos para realizar o cálculo de precificação.

Despesas variáveis: coloque tudo na ponta do lápis para identificar todos os gastos. Exemplos: balões, flores, papéis, material descartável, frete e mão-de-obra contratada.

Despesas fixas: Identifique gastos fixos como aluguel de espaço para estoque, energia elétrica e telefone.

Projete o número de festas mensais: para realizar o cálculo você tem que pensar em um cenário que seja ideal para você, como fazer, por exemplo, 8 festas por mês.

Defina a margem de lucro: quanto você deseja lucrar após cobrir as despesas? Pode ser algo em torno de 30% ou 50%, mas isso vai variar conforme a sua experiência e tempo de mercado.

Cálculo final (com exemplo):

Custo de cada festa (R$300)

Divida os custos fixos pelo seu número de festas mensais; (R$ 1000 / 8 = R$125)

Some o lucro. (R$300 + R$125 + 50% = R$637,50)

Leia também: Trabalhar com decoração de festas dá dinheiro?

2 – Benchmarking

O benchmarking também é importante para definir preços, essa estratégia vai ajudar a chegar a uma margem de lucro ideal. 

No benchmarking você vai analisar o que a concorrência está fazendo. É basicamente comparar os serviços oferecidos e os preços dos concorrentes com os seus. O olhar aqui deve ser de competitividade: eu posso melhorar meu preço ou o meu serviço para ter um diferencial frente aos concorrentes?

Esse exercício também serve para analisar quanto o público da sua região está disposto a pagar por um serviço de decoração. 

3 – Pretensão salarial

Essa etapa pode evitar frustrações futuras. Não adianta calcular um preço justo e competitivo, mas chegar no final do mês com muito menos dinheiro do que você estava esperando ganhar.

É claro que todo negócio precisa amadurecer, e com criatividade pode-se ir ainda mais longe e lucrar mais. Mas é melhor alinhar a expectativa antes mesmo de começar.

Pense no salário que você deseja ter e divida pelo número de festas que planeja fazer mensalmente, por exemplo:

R$3000/8 = R$375

Ou seja, para ter esse salário (considerando o cenário de 8 festas por mês) é preciso ter, no mínimo, R$375 de lucro em cada festa

Se o valor acabar aumentando muito o preço da decoração, é hora de tomar decisões: 

tentar fazer mais do que 8 festas por mês, ter um diferencial frente aos concorrentes para poder cobrar mais, investir em marketing e tornar-se uma referência na área, entre outras estratégias que você pode adotar.

4 – Oferta e Procura

A lei da oferta e da procura consiste na relação entre o preço do serviço e da procura por ele. Basicamente isso significa que se pouca gente oferece o serviço que você presta é normal e aceitável que você tenha uma margem de lucro maior, desde que não seja abusiva.

Da mesma forma, se existem muitas decoradoras na sua região a tendência é que o preço pelo serviço diminua, pois ele acaba se tornando uma forma de atrair mais clientes.

Por isso o benchmarking, seu plano de negócio e boas ações de marketing devem estar no seu radar ao iniciar um negócio no ramo de decoração de festas. Quando mais planejada é a sua empresa, mais justo e correto será o seu preço.

Eu sei que a gente acabou não dando uma resposta pronta para a sua dúvida. Porque isso vai depender de cada empreendedora, de cada negócio e das suas condições atuais de trabalho. Mas espero de verdade que a gente tenha jogado luz sobre suas ideias e que agora você tenha mais embasamento para precificar suas decorações.

Conte com a gente!


Descubra mais sobre Decoração e Festa

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Deixe um comentário